Quadrinho Institucional? Que &#@ é essa?

4 elementos-base da narrativa (valem pra HQ!)
April 15, 2016
A importância dos cenários para suas HQs
April 24, 2016

Quadrinho Institucional? Que &#@ é essa?

No começo da sua carreira de quadrinista pode acontecer de uma empresa ou agência de publicidade, indicada por um amigo, pedir que você produza um quadrinho institucional.

Mesmo sem saber do que se trata, e vendo que pagam algo entre decepcionante e razoável (se bem que até há contratantes generosos), você sorri amarelo e aceita. Afinal, dinheiro pra fazer aquilo que a gente ama sempre é bem-vindo.

Só que você não sabe nem por onde começar.

Calma. Tio Giorgio vai lhe dar o mapa do tesouro. O GPS da mina perdida.

Chega de enrolação e vamos ao tema de hoje!

 

Conceito de Quadrinho Institucional

 

Toda HQ com tema relacionado a combate a doenças, segurança no trabalho, normas de uma empresa ou algo parecido. São as chamadas cartilhas ou informativos.

Embora não seja a coisa mais divertida que você, quadrinista, produzirá em sua vida, ajuda a pagar as contas. Eu mesmo já fiz algumas vezes. Ainda na época do letreiramento manual!

Crie suas HQs

Trabalho que fiz em 1997, para divulgar a novidade de então: maquininhas de débito e crédito!

 

Crie Suas Hqs

Cartilha feita pouco depois da anterior, mostrando as ATMs anti-furto

Não é tão difícil, pois sempre segue o mesmo esquema – que, em geral, nem seu contratante percebe! Basicamente, três etapas: Apresentação do problema, apresentação da solução, resolução.

 

Apresentação do problema

Em um quadrinho comum, nós teríamos o conflito, que é o que move a trama, como já falamos anteriormente aqui. Neste caso, substituímos o conflito pelo problema.

No caso de uma cartilha sobre segurança no trabalho, a história pode começar com um gerente preocupado com um funcionário que quase se machucou porque não seguiu as normas técnicas (estava sem luvas ou sem capacete) ou porque desconhecia o significado de um símbolo em uma placa advertindo sobre um perigo.

Apresentação da solução

A solução, aqui, em geral é o “personagem especialista”. Por meio dele, o leitor fica sabendo qual o problema a ser enfrentado e os cuidados que devemos tomar para evitá-lo.

O personagem especialista deve ter três caraterísticas atrativas: ser simpático, cativante e didático-mas-não-chato.

Por quê?

Em geral, os assuntos tratados nesses quadrinhos institucionais já são meio enfadonhos. O seu quadrinho, porém, não pode ser! Use a criatividade para tornar a leitura tão divertida para o leitor quanto você quer que seja, para você, produzir sua HQ.

No nosso exemplo da segurança no trabalho, o “personagem especialista” pode ser um capacete com braços e pernas, que vai instruir o “personagem gerente preocupado”.

E o çeu negócio_010002

Resolução

É aqui que você vai mostrar os personagens contentes e satisfeitos por terem resolvido o problema/dilema/conflito. Eles podem se despedir do leitor explicitamente ou você pode usar o velho truque da piadinha que encerra a HQ.

Outro exemplo de quadrinho institucional:

Cartilha de prevenção a doenças: temos uma pessoa com a doença (apresentação do problema), um personagem que mostra as medidas de prevenção e tratamento (apresentação da solução) e a pessoa curada ou os focos da doença eliminados (resolução).

 

Crie suas HQs

Exemplos de cartilhas com A Turma do Xaxado, de Antônio Cedraz

 

Dicas importantes

1) Antes de ir para a produção final, mostre um esboço detalhado para aprovação.

2) Converse com seu contratante se ele aceita um personagem antropomórfico (o capacete com braços e pernas) ou prefere um ser humano mesmo.

3) Veja se ele aprova algum personagem atrapalhado para ilustrar o que não se deve fazer. Se achar que isso pode passar uma imagem negativa à empresa ou à campanha, descarte o trapalhão.

4) Prepare-se para modificações em seu roteiro. Alguns contratantes são mais maleáveis e vão gostar de quase toda sua história. Outros serão mais chatos, obrigando-o a cortar alguns lances divertidos. Não se chateie nem se apegue tanto a essa HQ. Lembre-se que ela é mais deles do que sua.

5) Chato ou agradável, esse trabalho fará parta do seu portfolio. Portanto, não esqueça dos créditos finais na última capa: seu nome (ou das pessoas da sua equipe, caso você não trabalhe sozinho), do(s) dono(s) e/ou presidente da empresa e do funcionário responsável com quem você tratou diretamente.

Um abraço e até a próxima!

Confira também as ótimas dicas deste site: www.vidadeescritor.com.br

Comprar