Representando a passagem do tempo em quadrinhos

7 maneiras de agitar cenas “paradas” das HQs
September 16, 2016
Coisas que me incomodam nas HQs (e que eu não faço)
September 30, 2016

Representando a passagem do tempo em quadrinhos

Em uma história em quadrinhos, a maneira mais fácil e prática de indicar que o tempo passou é por meio de uma legenda. Estamos, contudo, falando de arte. Da NONA Arte. Então, concorda que esse recurso passa longe de ser algo artístico?

Particularmente, eu evito usar legendas nesses casos. Elas fazem com que eu me sinta preguiçoso.

O segredo é: use a criatividade

Num dos episódios do animê Full Metal Alchemist vi uma solução incrível para mostrar o tempo passando. Um porta-retratos cujas fotos dos irmãos Alphonse e Edward (os  protagonistas da série) iam mudando. Os dois apareciam juntos, ainda crianças, em diferentes situações. De quando em quando, era fácil perceber que ambos iam se tornando menos crianças e mais adolescentes. Nada muito difícil  de adaptar para os quadrinhos…

Os irmãos Edward e Alphonse, de Full Metal Alchemist, de Hiromu Arakawa

Os irmãos Edward e Alphonse, de Full Metal Alchemist, de Hiromu Arakawa

 

Uma simples troca de cenário de um quadrinho para o outro pode dar a deixa, já que as pessoas levam desde alguns minutos a muitas horas para se deslocar de um local a outro. Esse efeito melhora ainda mais se o leitor tiver de virar a página. Se em cada quadrinho o personagem estiver num local diferente, então é impossível não considerar uma passagem de tempo das grandes!

Tintim, de Hergé. Depois de uma correria quase em tempo real, quantos minutos você imagina que discorreram entre os dois últimos quadrinhos?

Tintim, de Hergé. Depois de uma correria quase em tempo real, quantos minutos você imagina que discorreram entre os dois últimos quadrinhos?

 

Um relógio na parede indicando que a hora avança pode, também, criar uma tensão.

The Spirit - Tunnel, de Will Eisner

The Spirit – Tunnel, de Will Eisner

Que tal se, na sua história, uma vela ficasse menor a cada quadrinho?

VELAAAAAAAAAAAAA

 

gota suspenÇa Você tem ideia, mais ou menos, da velocidade de uma gota saindo de uma torneira? Imagine, então, numa história do Flash, uma situação em que ele visse alguém deixando um vaso cair.  Em um quadrinho, um pingo d’água sai de uma torneira.  No quadrinho seguinte, Flash salva o vaso. No próximo quadrinho, a gota chega ao fundo da pia.

Mortadelo e Salaminho costumam exagerar nesse quesito. De um quadrinho ao outro, as barbas dos personagens crescem, teias de aranha surgem, ou, como no caso abaixo… Só vendo!

Montagem sobre parte do álbum O Sulfato Atômico, de F. Ibañez.

Montagem sobre parte do álbum O Sulfato Atômico, de F. Ibañez.

É como eu disse!

Mauricio de Sousa

Mauricio de Sousa

Trata-se de uma questão de pura criatividade. Preste atenção à sua volta. Experimente. Fuja do óbvio. Pergunte-se: como um cinzeiro, um prato de comida, uma árvore ou um frasco de xampu poderiam mostrar a passagem do tempo?

Confira também esta página

Comprar